Trama São Paulo

Alexandre Heberte

Votar

O artista-tecelão vai recontar a história de São Paulo a partir das linhas de seu tear e aqueles que cruzam seu caminho. Durante 33 viagens á 33 regiões da cidade, Alexandre vai tecer o que encontra, vê e escuta para transformar o resultado em páginas de um livro interativo e tátil sobre as fronteiras e narrativas de São Paulo.

"Você dita o ritmo e escolhe as ruas e avenidas onde vai transitar, quais pessoas deseja conhecer ou deletar. Você traça, trama, entrelaça seu enredo com a cidade. Você vê ou finge que não vê: alegrias e tristezas. Transitar por toda São Paulo é seguir seu Meio-Fio sempre em curso; estamos todos aqui e temos tudo a ver com isso. São os entrelaçamentos anônimos que me interessam. Trama São Paulo aborda a minha constatação sobre pessoas que moram (até nascem) na cidade, mas não sabem andar pelos seus quatro cantos. A vida fica restrita aos bairros de origem, e deslocamentos por questões profissionais: casa-trabalho-casa. O que acontece quando saímos de nossa zona de conforto e vamos a lugares nunca visitados?

 

 

O projeto:

Um grande livro composto por tecituras, histórias e imagens que mapeam as regiões de São Paulo pelos olhos e vivências de Alexandre. 

 

"Trama São Paulo entrelaça competências dos saberes manuais e as possíveis reverberações da arte da tecelagem quando o ofício é realizado na rua, ao ar livre. Cada saída leva consigo instrumentos e ferramentas de trabalho, além de matérias primas básicas para execução do tecido, mas, cada uma delas é também uma performance em tempo real que se enriquece a partir da interação espontânea com o público e os materiais dispostos pelo caminho."

 

 

Funcionamento:

Durante três meses Alexandre se deslocará pela cidade, com seu tear de pente liço em mãos, disposto a tecer por 3 horas nos mais diferentes espaços e registrar suas descobertas. O público, convidado a interagir, pode acompanhar sua jornada através de um diário de bordo online ou esperar até o resultado final; o livro composto por todos os tecidos e desventuras de sua trama por São Paulo.

 

 

Projeto refletido por Alexandre com a conexão de Verena Smit