"Um dos cursos de arte mais comentados dos últimos anos é o 'Acompanhamento Crítico de Pintura' realizado pelos artistas Regina Parra e Rodolpho Parigi.

Figuras profundamente inspiradoras e com personalidades bastante distintas (veja um pouco do trabalho deles aqui e aqui), eles criaram um espaço para a troca de experiência e conhecimento, acompanhando o desenvolvimento do portfólio de jovens pintores. Já na sua quarta edição, o curso é semestral. A seleção dos alunos é feita por análise de portfólio e os interessados podem entrar em contato pela página do curso.

 

Fiz algumas perguntas à Regina e descobri um pouquinho mais desse processo que pode ser tão enriquecedor para a nova geração. A troca e a união de artistas sempre fortaleceram a história da arte, e não poderíamos deixar de evidenciar o resgate desse valor.

Como funciona o curso e quais são suas etapas? 

 

Regina Parra: Nós vemos o curso como um acompanhamento crítico. Então, a maior parte das aulas é destinada a esse acompanhamento. Os alunos levam os trabalhos mais recentes e eu e o Rodolpho discutimos criticamente essa produção. A ideia é entender o processo de trabalho de cada um e tentar apontar possíveis lacunas conceituais ou fragilidades técnicas que podem estar impedindo o desenvolvimento do trabalho. É sempre muito rico e muito intenso. Além dessas aulas, também fazemos visitas a exposições e ateliês de artistas, porque achamos importante manter esse contato dos alunos com a cena contemporânea. 

O curso se restringe 100% à pintura ou vocês já aceitaram algum artista que trabalha com alguma outra mídia ou com mídias complementares? 

 

Regina Parra: O foco do acompanhamento é a pintura. Mas entendemos que ela pode acontecer nos mais variados suportes e com materiais muitas vezes inusitados. Já tivemos alunos, como a Malka Borestein, cujo trabalho em pintura aparecia no meio de uma grande instalação, por exemplo. Nesse caso, procuramos entender o trabalho como um todo.

 

 

Regina também realça o quão legal é acompanhar a história e o crescimento da produção dos alunos. 'Vemos que aqueles que realmente se dedicam e escutam com cuidado o que é levantado nas discussões acabam tendo um desenvolvimento muito bonito e potente do trabalho. Isso é muito gratificante!'"

O curso acontece em um ateliê na Rua Lisboa, em Pinheiros e em breve abrirá as inscrições para 2017.

 

 

 

Fotos: Divulgação